LIÇÃO 23: KOSOADO E PALAVRAS INTERROGATIVAS

Chegou a hora de aprendermos um pouco de vocabulário aliado à gramática. Nesta lição abordaremos dois conjuntos de palavras: o Kosoado e as palavras interrogativas, muito comuns na língua japonesa.

23.1. O QUE É “KOSOADO”?

Na língua japonesa, há um conjunto de palavras que são baseadas na distância física entre o falante e o ouvinte. Este conjunto é chamado “Kosoado Kotoba”, nome derivado da primeira sílaba dessas palavras. Observe:

こ(此) = para algo perto do falante;

そ (其) = para algo perto do ouvinte;

あ (彼) = para algo distante do falante e do ouvinte;

ど (何) = refere-se a pessoa ou coisa dentre outras (qual...)

O Kosoado tem sete formas, dependendo de sua terminação:

image

Em termos de etimologia, no início  「 こ」 (此) era usado raramente e acabou perdendo espaço para sua versão “estendida”   「 これ」 ; 「 ここ」 origina-se de  「 此所」 , literalmente “este lugar”. A forma pessoal  「 こいつ」 origina-se de  「 此奴」 , que literalmente significa “este indivíduo”.

 「 こっち」 e  「 こなた」 derivam da expressão  「 此方」 , que significa “esta direção”. O demonstrativo  「 この」 originou-se da junção de  「 此」 e a partícula atributiva  「 の」 e, por esta razão, no Japonês Clássico era considerado como sendo dois elementos distintos.

Com relação às formas adverbiais 「 こう」 provavelmente se trate do fenômeno Tenko sofrido por 「かく」, isto é,  「かく」→ 「か」→ 「 こう」 , da mesma forma que 「そう」:  「さく」→ 「さ」→ 「そう」. Já o grupo 「 あ」 é uma exceção – sua forma adverbial é  「 ああ」– e 「どう」 parece ter relação com o interrogativo antigo 「た」, que por vezes era pronunciado 「だ」. Aliás, provavelmente daí que surgiu a palavra “quem” 「だれ」.

Finalmente,  「 こんな」 é uma abreviação da expressão  「 このような」 (deste modo). Estes critérios de formação valem para os demais grupos. Finalmente, em relação aos grupos “direção” e “pessoal”, a segunda versão é polida, enquanto a primeira é casual.

Ainda no campo do Japonês Clássico, os demonstrativos para algo distante eram iniciados com  「 か」 (彼). Portanto, havia palavras como  「 かれ」 e  「 かの」 . Na língua coloquial,  「 か」 passou a ser pronunciado  「 あ」 , como ainda se faz hoje e  「 かれ」 passou a ser usado como um pronome pessoal. Na verdade, a grande maioria dos demonstrativos usada atualmente servia como pronomes pessoais antigamente.

NOTAS:

1. Tornou-se mais comum grafar os Kosoados referentes a lugares com 「処」 em vez de 「所」. Por exemplo, costuma-se escrever “aqui” desta forma: 「 此」;

2. O pronome de segunda pessoa 「あなた」 (você) era originalmente usado como pronome de terceira pessoa e continuou a ser usado assim até por volta do final do século 18;

Aprendendo as formas do Kosoado, praticamente revisamos o que aprendemos até agora e não será necessário explicar detalhadamente cada forma. Pode parecer confuso, mas com o tempo você dominará esse conjunto.

Vejamos um exemplo para cada forma:

それは猫だ。= Falando de isso, é um gato.

猫はここにいる。= Falando do gato, está aqui.

猫はあっち。= Falando do gato, é naquela direção.

あなたの猫。= Gato de você (seu gato).

この猫は白い。= Falando de este gato, é branco.

あきらの猫がこう食べる。O gato de Akira (é que) come deste modo.

あきらがそんな猫を買った。= Akira (é quem) comprou um gato como esse.

Voltemos nossa atenção para o grupo  「 ど」 (何), que pode gerar um pouco de confusão no início. Tenha em mente que  「 ど」 (何) carrega um sentido de “qual...”, isto é, que coisa ou que pessoa, dentre outras (em interrogação direta e indireta):

どれが君の本? = Qual é o seu livro?

それはどの劇場? = Falando disso, qual (é o) teatro?

23.2. PALAVRAS INTERROGATIVAS

Como fazer perguntas básicas em japonês? Bem, aquilo que chamaremos de “palavras interrogativas” refere-se ao conjunto de palavras que inclui dentre outras “quem”, “o quê”, “quando”, “onde”, etc. Ao aprender esse conjunto, você será capaz de expressar suas perguntas, mesmo sem um vocabulário extenso.

Primeiramente, vamos aprender algumas palavras interrogativas em japonês:

1. Onde: どこ;

2. O que: なに;

3. Quem: だれ;

4. Quando: いつ;

5. Como: どう.

Repare que as palavras acima de certa forma apontam para algo. Por exemplo, quando perguntamos “Onde Hiroshi está?”, o alvo da dúvida é o lugar no qual ele está; se perguntamos “Quando Hiroshi veio?”, desejamos saber qual o momento, tempo em que ele veio, e assim por diante.  Observe o esquema abaixo, no qual chamaremos essas associações para cada palavra de “alvo”:

1. Onde: どこ (refere-se a LUGAR);

2. O que: なに (refere-se a COISAS);

3. Quem: だれ (refere-se a SERES);

4. Quando: いつ (refere-se a TEMPO);

5. Como: どう (refere-se a MODO, MANEIRA).

Na lição 19, aprendemos um dos usos básicos da partícula  「 か」 , isto é, de partícula alternadora. Agora neste tópico veremos como ela será útil para formar as palavras interrogativas, pois todas terminam com  「 か」 , dando a ideia de “algum(a) [alvo]”. Observe:

02

Você verá nos exemplos a seguir, que podemos tratar essas palavras como qualquer substantivo regular:

誰かがおいしいクッキーを全部食べた。= Alguém comeu todos os biscoitos deliciosos.

犯人をどこかで見た? = (Você) viu o criminoso em algum lugar?

Já sabemos que 「 何」 pode ser lido  「 なに」  ou  「 なん」  dependendo do vem a sua frente, como em  「 何色」 (なにいろ) e  「 何人」 (なんにん). No caso de  「 何か」 , embora  「 なにか」  seja a leitura correta, tal composição é frequentemente contraída para  「 なんか」  na linguagem informal:

なにか食べる?→ なんか食べる?= Comer algo?

NOTA:  「 なんか」 também pode ter outro sentido, sendo considerado neste caso como partícula. Veremos mais detalhes na lição 45.

Podemos também combinar algumas palavras interrogativas com a partícula  「 も」 para dar sentido de “todo [alvo]”, em orações sem negação, ou “nenhum [alvo]”, em orações negativas. Observe o quadro abaixo e atente-se a algumas particularidades:

03

Como podemos perceber pelo quadro, as coisas não são tão consistentes como seria de se esperar. Por exemplo,  「 なにも」 não é geralmente usado para significar "tudo", e 「 いつも」  sempre significa "sempre" para ambas as formas positiva e negativa. Veja os exemplos a seguir:

私は何も飲まない。= Falando de eu, não beberei nada.

この質問の答えは、誰も知らない。= Ninguém sabe a resposta desta pergunta.

友達はいつも遅れる。= Falando do amigo, ele está sempre atrasado.

Outras palavras podem ser usadas para expressar conceitos semelhantes:

皆 【みんな】 = Todos;

皆さん 【みなさん】= Todos (polido);

全部 【ぜんぶ】 = Tudo;

全然 【ぜんぜん】 = De modo nenhum (quando usado com negação);

絶対 【ぜったい】 = Absolutamente, incondicionalmente, ou “nunca” quando usado com negativa;

決して【けっして】= nunca, de jeito nenhum (usado em orações negativas.

As mesmas palavras interrogativas podem ser usadas com sentido de “qualquer [alvo]”, se combinadas com 「でも」 :

04

NOTA: fique atento ao fato de que  「 何でも」  é lido  「 なんでも」  e não  「 なにでも」 .

Observe os exemplos a seguir:

この質問の答えは、誰でも分かる。= Qualquer um entende a resposta desta questão.

昼ご飯は、どこでもいい。= Falando do almoço, qualquer lugar é bom.

あの人は、本当に何でも食べる。= Aquela pessoa realmente come qualquer coisa.

Algo interessante é que, ao que parece, podemos usar a partícula dupla 「にも」 no lugar de 「でも」 em alguns casos. Observe:

今週末は、どこにも行かなかった。= Falando desta semana, não fui a lugar nenhum.

どの家にも庭があった。= Toda (qualquer) casa tinha um jardim.

Nesta oração também temos o sentido de “todo”. Entretanto, como 「どの」é um Rentaishi, deve ser seguido de um substantivo e, por isso, 「にも」aparece depois de “casa”.

Não tome isto como dogma, mas geralmente 「にも」 aparece em sentenças negativas, ao passo que 「でも」é usado em sentenças não negativas. Isso explica a diferença, por exemplo, entre 「誰でも」 e 「誰にも」, isto é, o primeiro é usado em orações não negativas; o segundo, em orações negativas:

でもわかる。= Qualquer um entende.

にもわからない。 = Ninguém entende.

Podemos ainda combinar também  「 どこ」 e  「 いつ」  com  「 までも」 . Essa combinação dá um sentido de amplitude e pode ser traduzido como “seja qual for o [alvo]”:

05

Vejamos os exemplos:

どこまでも行く!= Irei, seja qual for o lugar.

あの婦人はいつまでも若い。= Aquela senhora será jovem seja qual for o tempo (para sempre).

23.3. PERGUNTANDO A RAZÃO DE ALGO

As palavras para “por que” em japonês são relativamente fáceis de entender, mas atenção: esse tipo de pergunta é frequentemente evitado, porque culturalmente, tal atitude pode ser vista como algo muito direto. Às vezes, perguntar “por que” pode parecer ofensivo, embora às vezes seja inevitável.

A palavra básica para “por quê?” em japonês é 「なぜ」(何故). Na maior parte das vezes, 「なぜ」carrega um ar de lógica e objetividade, fato que o torna apropriado para todas as ocasiões, embora o tom como é usado mude drasticamente como as pessoas o encaram. Por vezes, pode até parecer enérgico. Veja um exemplo:

なぜ地球は丸い? = Por que a Terra é redonda?

Seguindo, temos 「どうして」 (如何して), cujos significados são “por que” e originalmente, “de que maneira” (ou como alguns preferem “como”). Isso por que 「どうして」 deriva de 「どう」e a forma TE do verbo 「する」. Observe o exemplo a seguir:

どうして、こんなに暑い? = Por que está quente deste jeito?

Notemos algo importante aqui: mesmo em português, dependendo do contexto e da entonação, a palavra “como” pode carregar um sentido de busca de razões, isto é, tem o mesmo significado de “por que”. Por exemplo, dependendo das circunstâncias, a pergunta “Como você fez isso”, pode significar “De que maneira você fez isso” ou “Por que você fez isso”. Tal similaridade o auxiliará a fixar os significados de 「どうして」.

Podemos anexar a partícula 「も」 a 「どうして」 → 「どうしても」 para indicar que independentemente do que se faça, algo é fato. É traduzido literalmente como “não importa como se faça”, mas comumente a ele são atribuídos os significados “de todos os modos”, “certamente”.

どうしても事故は起こる。 = Não importa como se faça, acidentes ocorrerão.

Como já mencionamos na lição 13, há uma versão coloquial da palavra "por que" que é usada muito mais frequentemente do que a versão menos coloquial 「どうして」 ou a mais enérgica 「なぜ」. Trata-se de 「なんで」(何で):

何で来る = Por que você vem?

Voltemos o nosso olhar para os Kanjis de 「なぜ」, isto é, 「何故」. Eles podem ser lidos 「なに」e 「ゆえ」respectivamente e juntos significam “qual razão” numa tradução literal. Embora 「なにゆえ」 seja uma leitura possível, é arcaica e pode soar lúdico atualmente:

なにゆえここに君がいる? = Por que você está aqui?

Nós mencionamos que a partícula 「か」adiciona o sentido de “alguma (coisa)” à 「なに」. E se acrescentássemos 「か」 a 「何故」?

Isso mesmo! O sentido original “qual razão” se transforma em “alguma razão”. Neste caso, a composição de Kanjis é lida「なぜか」. Veja:

彼女はなぜか耳を塞いだ。= (Por) alguma razão, ela fechou os ouvidos.

23.4. ALGUMAS EXPRESSÕES ÚTEIS

Ambos  「 どんな」 e  「 いくら」 , podem transmitir o sentido de “não importa o quanto se faça [X], [Y] acontece.” Para tanto, basta usar uma dessas palavras com o verbo + a partícula dupla   「 ても」 , que como já sabemos, expressa uma contradição. Veja os exemplos:

これはいくら高くても買う。= Quanto a isto, não importa o quanto seja caro, (eu) comprarei.

どんなに急いでも、汽車には間に合わない。= Não importa o quanto (você) se apresse, não vai chegar a tempo para o trem.

Como já mencionamos, podemos usar a partícula dupla 「にも」 no lugar de 「でも」 em alguns casos. Peguemos, então 「どうでも」, que significa “qualquer modo” e vamos alterá-lo para 「どうにも」. Podemos usar 「どうにも」 antecedido da partícula dupla 「ても」 e seguido da forma negativa do verbo 「なる」, isto é, 「~てもどうにもならない」, para indicar que uma ação é inútil dadas as circunstâncias:

過ぎたことを後悔してもどうにもならない。= Não adianta lamentar o passado.

「どちら」 é frequentemente usado em situações nas quais se pergunta algo com o intuito de comparar:

日本語英語どちらが難しい? = Qual idioma é mais difícil, japonês ou inglês?

A expressão「か何か」 significa “ou alguma coisa (assim)”. Não tem segredo: aqui é apenas a partícula 「か」com o sentido de “ou” e 「何か」, que significa “alguma coisa”. É usada para dar um ar de indefinição ao elemento que a antecede:

そこには猿か何かいる。= Ali tem macacos ou alguma coisa assim.

Observemos agora as palavras 「なんら」 (何等) e 「なんらか」(何等か). Colocamos a escrita menos comum para que você perceba que o fonema 「ら」 refere-se ao sufixo de conjunto que vimos na lição 10. Então, pode-se dizer que originalmente se tratam da forma plural de 「なに」 e 「なにか」 respectivamente. Contudo, são usadas na verdade como formas enfáticas de 「なに」 e 「なにか」. O interessante é que elas podem ser seguidas ou não pela partícula 「の」:

何ら()疑いはない。= Eu não tenho dúvida alguma.

何らか()影響が出る。= Algum efeito virá.


Fontes:

Imabi: https://imabi.net/

Guide to Japanese (Tae Kim): http://www.guidetojapanese.org/learn/grammar/

Nihongo Resources: http://grammar.nihongoresources.com/doku.php

Jgram.org: http://www.jgram.org

Renshuu.org: http://www.renshuu.org/index.php?page=grammar/main#

A History of the Japanese Language, Bjarke Frellesvig


Nenhum comentário:

Postar um comentário